Videiras no Outono (Campizes)
Eucalyptus globulus - plantas certificadas pelo ICNF, prontas para plantação
Dedaleira/ Digitalis purpurea, Maio, Campizes
Macieira-de-jardim/ Malus spp. (Março)
Área Este
Roseira-brava/ Rosa canina, Campizes, Ega, Condeixa-a-Nova
Rio Ega, Figueiró do Campo, Soure
Shiitake, nossa produção, Outono 2015
Eucalipto-glóbulo/ Eucalyptus globulus
Paulownia tomentosa (Kiri) - plantas prontas para plantação
Roseira-brava/ Rosa spp. (Maio) em Entre-Valas, Figueiró do Campo, Soure
Campizes, Ega, Condeixa-a-Nova
Plantinhas de Medronheiro/ Arbutus unedo no Outono
Bugalho de Carvalho-português/ Quercus faginea (Inverno)
Plantinhas de Medronheiro/ Arbutus unedo (Primavera-Verão)
Pessegueiro/ Prunus persica (Março)
Bagas de Goji/ Lycium barbarum (Verão)
Sementeira de Pinus
Árvore-do-âmbar/ Liquidambar styraciflua (Outono)
Rede de atempamento Este
Azevinho/ Ilex aquifolium

Oliveiras

Partilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Oliveiras ( Olea europaea )

Disponíveis para a campanha 2016/ 2017

ARBEQUINA, COBRANÇOSA, GALEGA (micropropagada/ clone) e PICUAL, para conserva HOJIBLANCA e MAÇANILHA

Temos em stock milhares de oliveiras, prontas a plantar para produção de azeite e/ou para conserva com alturas entre os 60 e os 150cm, de primeira qualidade.

Plantas com dimensões superiores para jardins.

 

 

Olea europaea variedade COBRANÇOSA

cobrançosa

Breve Resumo:

- variedade transmontana, com porte pequeno a médio, folhas pequenas, compridas e estreitas com rebordo encurvado ou planas

- apresenta excelentes resultados em colheita mecãnica

- tem regular rendimento em azeite, de 16 a 18%, de boa qualidade e de mediana riqueza em ácido linoleico

- a queda natural é insignificante

- pouco atreita a doenças da folhagem e acidentes climatéricos

cobrançosa descrição

PICUAL

picual

Breve Resumo:

- é a variedade mais importante de Espanha, com porte médio, folhas médias, compridas ou curtas e estreitas com rebordo encurvado ou ondulado

- apresenta excelentes resultados em colheita mecânica

- bom rendimento em azeite, de 20 a 26%, menos alternante que a 'Cobrançosa'

- a queda natural é reduzida

- é resistente á tuberculose

picual descrição

 

 

ARBEQUINA

arbequina

Breve Resumo:

- é uma variedade muito difundida na região de Córdoba, com porte pequeno a médio, folhas grandes e largas e frutos pequenos

- pouco alternante e o fruto é de difícil desprendimento mecânico

- boas fundas (por vezes próximas dos 30%)

- azeite de boa qualidade mas instável

- muito boa produtora

 

GALEGA

galega micropropagada

A oliveira (Olea europaea L.) pertence à família das Oleaceae, esta família inclui até 30 géneros e 600 espécies distribuídas por regiões tropicais e temperadas. A propagação por estacas é o método mais utilizado, mas o cultivo in vitro, por meio da micropropagação, é um método viável de propagação podendo assegurar a uniformidade dos olivais, que além de possibilitar a produção de plantas com elevada qualidade fitossanitária proporciona alguma precocidade na produção em relação aos métodos de propagação convencional.

Breve Resumo:

- é a cultivar mais difundida no País, apresentando grande rusticidade mas acentuada tendência para a alternância ou irregularidade da produção nas regiões litorais.

- os frutos têm forte resistência ao desprendimento por vibração, mas queda acentuada no fim da maturação.

- frutos pequenos e fraco ou médio rendimento em azeite (12 a 16%)

- azeite fino de alta qualidade e grande estabilidade

- resiste bem ao frio e à humidade no repouso vegetativo

galega micropropagada descrição

 

 

HOJIBLANCA

(Variedade de conserva)

hojiblanca

Breve Resumo:

- cultivar espanhola muito abundante na província de Córdoba, com porte médio, folhas médias ou pequenas, planas ou com rebordo encurvado

- apresenta elevada resistência ao desprendimento do fruto, que é de maturação tardia

- o fruto é utilizado para conserva em verde e principalmente em preto

- fraco rendimento em azeite

hojiblanca descrição

Condições agro-climáticas próprias para a cultura da oliveira

Solo: terrenos de textura média (francos, franco-limosos, franco-argilosos, franco-argilo-limosos), ricos em calcário, com boa estrutura e drenagem.

pH: óptimo de 6,0 a 7,5 (suporta uma gama de valores entre 4,5 e 8,5).

Altitude: até 600/800 metros.

Clima: Invernos suaves, com humidade relativa do ar média e precipitações anuais compreendidas entre 800 e 1.000Lts./m2.

Temperatura:

  • Período de repouso : necessita de 400 horas de temperaturas que não devem ir abaixo de -5ºC, nem acima de 9ºC.
  • Período de floração : as temperaturas compreendidas entre os 12ºC e os 25ºC são as mais favoráveis.

A acumulação de temperaturas positivas necessárias desde o despertar primaveril até á colheita, deverá ser da ordem dos 5.300ºC

Condições desfavoráveis:

- Excesso de humidade atmosférica na floração

- Ventos excessivos

- Geadas de Primavera

- Excesso de humidade/secura do solo

 

 

Partilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn